Buscar
  • Gleisson Alisson Pereira de Brito

Pint Of Science em Foz do Iguaçu

Um dos principais eventos mundiais de divulgação científica, o Pint of Science, ocorrerá também em Foz do Iguaçu entre nos dias 14, 15 e 16 de maio de 2018.


O evento consiste de apresentações de temas diversos por cientistas, utilizando linguagem adaptada para o público leigo, e ocorre simultaneamente em bares de 21 países, contabilizando hoje 300 cidades. A ideia, conforme descreve a página oficial, "(...) surgiu depois que dois pesquisadores do Imperial College London, Michael Motskin e Praveen Paul, organizaram um evento chamado Encontro com Pesquisadores, em 2012. Nesse encontro, pessoas com Alzheimer, Parkinson, doenças neuromusculares e esclerose múltipla foram convidadas para conhecer os laboratórios dos cientistas e ver de perto o tipo de pesquisa que realizavam. A experiência foi tão inspiradora que a dupla decidiu propor um evento em que os pesquisadores pudessem sair das universidades e institutos de pesquisa para conversar diretamente com as pessoas e assim, em maio de 2013, surgiu o Pint of Science."


Clique na imagem e acesse a página do evento no Facebook, onde poderá conhecer mais detalhes sobre cada uma das palestras.

Neste evento participaremos com a palestra Por que somos obesos? A evolução explica!, na qual a saúde humana será abordada desde a perspectiva da biologia evolutiva. Ao longo da evolução humana a seleção natural tem atuado selecionando os organismos melhor adaptados ao contexto ecologico. No entanto, diversas doenças ainda hoje afligem a humanidade e afetam a qualidade de vida, a sobrevida e diversas funções fisiológicas, incluindo a capacidade reprodutiva. Um organismo doente está menos apto à luta pela sobrevivência. Assim, surge um questionamento: porque a evolução não eliminou os humanos vulneráveis à patologias como câncer, doenças cardíacas, diabetes e obesidade, gerando uma espécie livre de doenças?


Dentre os assuntos que farão parte do bate-papo (sem muito spoiler) destaco a hipótese da incompatibilidade (mismatch) ambiental. Nossos ancestrais se adaptaram geneticamente, ao longo de milhares de anos, a um ambiente muito diferente do nosso. Naquele tempo a energia era escassa, economizá-la era imperativo, e gastá-la somente quando necessário. A cultura modificou-se muito rapidamente nos últimos dez mil anos, e nos nossos dias a energia se tornou abundante. Economizá-la é negligência e gastá-la, para a maioria das pessoas, dificilmente é necessário. Estes fatores revelam um desequilíbrio entre nosso ambiente ancestral e o ambiente moderno, e ajudam a explicar porque temos uma biologia tão propensa à doenças como, por exemplo, a obesidade. De fato, somos "homens da caverna", geneticamente falando, apreciando uma boa cerveja e um pouco de ciência.



Quer saber mais? Então venha participar deste e de outros bate-papos na segunda feira, dia 15 de maio, das 19h30 às 21h no Django Hamburgueria & Steakhouse, na Av. Silvio Américo Sasdelli, 1966, Foz do Iguaçu.


Não se esqueça também de conferir a programação em outros bares e outros dias:

https://pintofscience.com.br/events/fozdoiguacu


Realização:




341 visualizações

Visto em

    Gostou da leitura? Doe agora e me ajude a proporcionar notícias e análises aos meus leitores  

© 2023 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now